Este vídeo é um desdobramento da performance Qual é Pente? realizada pela primeira vez  em 2013.

Convidei minha avó materna, (Vó Dita) Benedicta de Oliveira Santos (1937) para realizar seu desejo: o de alisar o meu cabelo com Pente-quente. Esta técnica antiga de alisamento térmico é realizada por um pente de ferro aquecido no fogão com intuito de alterar a plasticidade dos fios crespos em lisos. É por si uma técnica violenta e incisiva, pois pode causar queimaduras e dores de cabeça pelo aquecimento excessivo, além de alterar e danificar a estrutura dos fios. O alisamento não é permanente, qualquer  umidade do ar faz com que os fios encolham e retomem o seu estado natural crespo.

Nesta ação percebi paradoxo e as divergências geracionais, minha mãe nunca deixou que alisassem meu cabelo, este por sua vez sempre foi um território de disputas pessoais e familiares. Eis aí o campo de batalha. Vó Dita ao mesmo tempo que sempre manifestou o desejo de alisar o  meu cabelo, sempre cuidou dele com tratamentos alternativos para o fortalecimento e o crescimento.  O chá de Carqueja (Baccharis trimera) é um desses recursos que ela sempre usou pra cuidar de meus cabelos desde pequena. A utilização de banho de ervas é para fortalecer a raíz do cabelo e aumentar o volume e crescimento dos fios.

Após as performances eu  pude perceber que a preocupação de minha avó estava para além do cabelo, com ele vinha a aceitação na escola, a inserção no mercado de trabalho, o racismo…o racismo.

Nessa performance, o banho de Chá de carqueja desfaz todo o alisamento e ao final do video o cabelo retoma a seu estado natural.